Henriqueta Lisboa por Henriqueta Lisboa,
Affonso Romano de Sant`Anna e Italo Mudado


"Henriqueta Lisboa, que ao lado de Cecília Meireles é uma das grandes vozes femininas do modernismo brasileiro recebe com este disco uma justa homenagem no centenário de seu nascimento. Aqui ela fala seus poemas. E eu e Ítalo Mudado, que convivemos com ela em Belo Horizonte, também registramos aqui seus versos. Lembro-me de Henriqueta passando por nós com o rumor branco de sua poesia. A poesia era possível, delicadamente, sem atropelos de modas, liricamente."
Affonso Romano de Sant'Anna

  • Apresentação
  • Convite
  • Fascinação do mar
  • O tempo é um fio
  • Imagem
  • O anjo da paz
  • Os lírios
  • Adeus à lua
  • Lucidez
  • A jóia
  • A face lívida
  • É uma criança
  • Brasília
  • Ídolo
  • Canção grave
  • Púrpura
  • Meridiano
  • O véu
  • O espelho
  • Maturidade
  • Fidelidade
  • Do supérfulo
  • Solução
  • Tanto amor
  • Restauradora
  • Vem, doce morte
  • Assombro
  • À tua espera
  • Hora eterna
  • Tuas palavras, amor
  • Infância
  • Louvação de Daniel
  • Palmeira na praia
  • As coleções
  • O mistério
  • Contemplação
  • Plenitude
  • Rosas
  • Decoro
  • Exílio
  • Heráldica
  • Remorso
  • Silêncio
  • Horizonte
  • Rosa plena
  • O órgão
  • O silêncio
  • Camélia
  • Ariel