J.Simões Lopes Neto
Antologia por Paulo César Pereio


João Simões Lopes neto (1865-1916) imprimiu notável força de comunicação a literatura do Rio Grande do Sul. Aqui encontram-se alguns de seus pontos altos: a prodigiosa síntese do tipo gaúcho em Trezentas onças, a inflexão trágica em O boi velho, o resgate do material lendário que se dá em O negrinho pastoreiro e Mboitatá. Já Os casos do Romualdo, cujo principal ingrediente é uma generosa dose de bom humor, convidam a ingressar no território do inusitado, do maravilhoso.

As narrativas simonianas traçam um panorama regional, mas estão acima do puro regionalismo entre aspas. Sua marca inconfundível é a originalidade da linguagem às vezes colhida diretamente na fonte oral, outras vezes beirando a magia da representação simbólica

Flávio Loureiro Chaves

Lendas so Sul

  • O negrinho do pastoreio
  • Mboitatá

    Contos Gauchescos

  • O mate do João Cardoso
  • Trezentas onças
  • Boi velho

    Casos do Romualdo

  • Algumas miudezas